Publicações do autor

Introdução à gestão de Coleções Especiais Jurídicas: apontamentos e reflexões

Thiago Cirne

Como profissionais de informação vivemos a mais alta celeridade no ritmo de produção de conteúdos, em variadas plataformas e suportes. Os bibliotecários têm, muitas vezes, a sensação de que não há tempo suficiente que lhes permitam atribuir a devida atenção ao acervo retrospectivo de suas unidades. Talvez a grande questão que motive as discussões sobre a gestão de coleções especiais jurídicas esteja no fato de um número incalculável de itens bibliográficos representar, dentre outras, duas facetas a serem destacadas. Primeiramente, podemos mencionar o aspecto cultural, histórico ou de valor institucional desses materiais enquanto fontes de pesquisa e representação de memória. Em segundo lugar, a possibilidade de se configurarem como portadores de sinais que individualizam o exemplar.

Pedidos via WhatsApp: (21) 98040-7714

Grupo de Discussão em Coleções Especiais Jurídicas: debates para o futuro do patrimônio bibliográfico no direito

Thiago Cirne (org)

Esta publicação representa uma dentre as diversas ações promovidas pelo Grupo de Profissionais em Informação e Documentação Jurídica do Rio de Janeiro (GIDJ/RJ). Mais do que isso, ratifica esforços de uma diretoria cujo fôlego de trabalho apresentou-se intacto em um período de pandemia, causada pela Covid-19. Neste contexto, o Grupo de Discussão em Coleções Especiais Jurídicas (GDCEJ) completa cinco anos mantendo seu compromisso em incentivar e aprofundar os debates em torno da formação, desenvolvimento, análise e gestão de acervos raros e preciosos.

Arquivo em PDF

Com todas as licenças necessárias: editais de censura portugueses e a coleção de obras raras da Biblioteca Nacional Brasileira

Thiago Cirne

A pesquisa pretende, a partir de análise de edital de censura, publicado em 12 de dezembro de 1771 pela Real Mesa Censória, arrolar itens censurados e, mesmo assim, incorporados à Real Bibliotheca portuguesa – hoje, no acervo da Fundação Biblioteca Nacional brasileira (FBN). A observância de práticas como a Análise Bibliológica e a Pesquisa Bibliográfica de raridade, em fontes especializadas, está configurada como um recurso para a formação e desenvolvimento de coleções especiais. A contribuição da pesquisa está em promover a reflexão sobre métodos e práticas empregados na identificação de acervos raros, além de ressaltar, ainda mais, o valor, realeza e singularidade do acervo da Fundação Biblioteca Nacional brasileira.

Biblioteca Marcos Juruena 70 anos (1949-2019): acervo fundador

Thiago Cirne (org.)

Considerando as comemorações dos 70 anos de fundação da Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto (BMJVS), o objetivo deste trabalho é ressaltar os exemplares que fazem parte da gênese do acervo, com ênfase nos cinco primeiros anos de funcionamento e apoio às atividades de pesquisa jurídica no âmbito da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro. Como metodologia, foram analisadas as entradas administrativas das obras, a partir dos volumes de livros de tombo, eleitos como fontes fidedignas que registraram a formação e desenvolvimento da biblioteca ao longo dos anos. Identifica-se, desta forma, a data de 18 de abril de 1949 como o início das operações da biblioteca, segundo consta no termo de abertura do primeiro volume, assinado por Geraldo Tavares de Mello, advogado, e Wanda Ferraz, bibliotecária.

Arquivo em PDF

Biblioteca Marcos Juruena: panoramas na gestão de coleções especiais durante a pandemia do coronavírus

Thiago Cirne

Partindo da ideia de que o Grupo de Discussão em Coleções Especiais Jurídicas (GDCEJ) cumpre um papel ímpar para os debates em torno de acervos raros e preciosos no âmbito do Direito, promovendo em tempo oportuno sua primeira webconferência, este trabalho busca narrar a situação defrontada pela Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto (BMJVS), do Centro de Estudos Jurídicos (CEJUR) da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) ante a situação de pandemia causada pelo coronavírus.

Arquivo em PDF

A coleção documentos brasileiros na Biblioteca Octavio Tarquinio de Sousa e Lucia Miguel Pereira: análise e tratamento

Thiago Cirne, Luiza Arias, Hugo Nunes

Destaca a importância da Coleção Documentos Brasileiros, publicada pela Livraria José Olympio, tendo como objeto de análise os volumes inseridos na biblioteca formada pelo casal de intelectuais Octavio Tarquinio de Sousa e Lucia Miguel Pereira. Aponta indicativos de raridade e importância à luz das marcas de posse e das características editorias das obras. Como procedimento metodológico foram adotadas a revisão de literatura, a descrição material de cada item, a aplicação do sistema de localização fixa e a posterior catalogação das obras no sistema de gestão utilizado pela Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto. A pesquisa apoia-se nos estudos de Fonseca Junior e Vasconcellos (2011), Franzini (2006) e Oliveira (2017) a fim de ressaltar as peculiaridades da biblioteca formada pelos intelectuais, e dos exemplares inseridos neste contexto.

Arquivo em PDF

Da marginalia ao quirótipo jurídico: aproximações entre produção intelectual e memória institucional

Thiago Cirne

Reflete acerca da relevância do livro sob a ótica das evidências de produção intelectual, representadas por anotações manuscritas de autores de renome no campo do Direito. A apreciação do tema é realizada com base nos apontamentos pessoais às margens, sobre as páginas do trabalho já publicado. Esta condição classifica a obra como quirótipo, termo revisado a partir das definições apresentadas por Costa (1943), Faria e Pericão (2008), Pinheiro (2009) e Martínez de Sousa (1993). Como procedimento metodológico adotou-se a revisão de literatura para o entendimento das especificidades desta categoria de exemplar, seguida do levantamento de obras correspondentes, nas principais coleções especiais da PGE-RJ, advindas de juristas de destaque em âmbito nacional. Reitera que sua análise e estudo contribuem para a produção de sentido no contexto da memória institucional. A identificação e descrição destes exemplares são apontadas como recursos fundamentais para a curadoria de coleções especiais em unidades de informação jurídica, além de revelar possíveis associações com a história e trajetória de instituições.

Arquivo em PDF

Catálogo de editoras e livrarias jurídicas: uma análise sobre dados disponíveis na web e a influência no processo de seleção e aquisição

Alessandra Oliveira da Silva, Andreia Vieira Monteiro, José Gustavo Corrêa, Kelly Pereira de Lima, Stéphannie Oliveira da Silva, Thiago Cirne

Analisa dados disponíveis de publicações em websites e catálogos virtuais de editoras e/ou livrarias jurídicas nacionais. Os indicadores foram constituídos a partir do processo de seleção e aquisição de livros jurídicos nacionais realizados pela equipe de bibliotecários da Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto, da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro. A disponibilização dos dados das publicações por editoras e livrarias nos websites ampliou o conhecimento dos títulos que estão disponíveis no mercado, gerando subsídios para avaliação dos mesmos. Entretanto, ainda deve haver melhorias dessas disponibilizações uma vez que a supressão de dados pode levar a uma aquisição equivocada.

Arquivo em PDF

A dedicatória em obras jurídicas: implicações simbólicas e históricas sobre acervos bibliográficos

Thiago Cirne

Discorre sobre a importância da análise de coleções privadas doadas a unidades de informação jurídica e o potencial histórico de dedicatórias, retratos culturais e testemunhos à influência, produção intelectual e reconhecimento do colecionador. Conclui que, apesar de complexa, a catalogação de marcas e vestígios de proveniência é relevante e a divulgação do patrimônio intelectual e cultural de bibliotecas privadas pode depender exclusivamente de bibliotecários.

Arquivo em PDF

Acervos em papel e situações de risco em ambientes de guarda: breves considerações sobre ações antes do dano por incêndio

Thiago Cirne

O objetivo deste artigo é motivar uma reflexão sobre os riscos de perda e dano, causados por incêndio, presentes em instituições responsáveis pela guarda de acervos em papel, mais destacadamente, bibliotecas e arquivos. Considera a abordagem pretérita sobre o tema, a partir das observações de Costa (1943) e Albani (1968) e as aproximações pertinentes com trabalhos mais recentes. A ênfase, portanto, concentra-se sob a ótica da gestão do espaço-acervo, revelando a importância de uma postura de prevenção constante, diálogo e participação, tanto do profissional de informação como dos demais atores da instituição.

Arquivo em PDF

A impressão da leitura em Silva Serva

Thiago Cirne

A atuação de Manuel Antônio da Silva Serva, no contexto colonial do Brasil, com a instalação de sua tipografia em Salvador, possibilitou a disseminação da literatura em escalas ainda não experimentadas. Importantes obras da Medicina de então, itens religiosos, entre outros, deram “novos ares” a um país de escassos leitores. A confecção do periódico Idade d’Ouro do Brasil foi um relevante marco para o modelo de leitura da época (agora mais um jornal) e o apontamento para um novo empresário, com um objetivo definido, segundo fontes consultadas: a busca por clientes-leitores.

Arquivo em PDF

Arte ou venda? Do livro raro às capas em obras jurídicas contemporâneas

Thiago Cirne

Este artigo analisa a presença do elemento imagético na produção de livros raros e sua função em publicações jurídicas contemporâneas. Ressalta que, atualmente, a forma como grande parte da sociedade se apropria do objeto livro é cada vez mais despida de interesses artísticos e revestida de interesses informacionais. Reflete sobre as influências da imagem no mercado livreiro a partir das considerações de Araújo (1986), Fonseca (2008) e Dansa (2009). Reforça o viés publicitário das capas e sobrecapas atuais. Conclui que, a depender das diferentes épocas, a imagem será um recurso situado na ênfase do gosto artístico ou na necessidade de mercado.

Arquivo em PDF

De portas abertas: vinte ações da BMJVS por um acesso democrático

Thiago Cirne

Este relato tem como objetivo apresentar as principais ações promovidas nos últimos anos (2011-2019) pela Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto (BMJVS), da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ), visando a promoção de produtos, serviços e ações culturais. O período adotado justifica-se em razão da mudança da antiga sede da instituição, em 2011 (então à Rua Dom Manuel, Centro), para o atual edifício (localizado na Rua do Carmo, Centro), refletindo assim em uma maior estrutura e reformulação da biblioteca; e o corrente ano de 2019, quando a BMJVS completa 70 anos de atividades – tendo sido fundada em 1949.

Arquivo em PDF

O desenvolvimento da BMJVS sob a ótica de suas coleções especiais: marcas de posse e proveniência no contexto PGE-RJ

Thiago Cirne

Este trabalho tem por objetivo analisar o acervo da Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto (BMJVS) a partir da formação de coleções especiais no contexto da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ), órgão responsável pela representação judicial e consultoria jurídica do Estado. Ressalta a importância do acréscimo de bibliotecas particulares de juristas e intelectuais renomados, como fator qualitativo, ao longo dos anos.

Arquivo em PDF

Bibliotecas jurídicas no Rio: fator de otimismo e de preocupação entre os profissionais da informação

Thiago Cirne

Ao mesmo tempo em que algumas bibliotecas jurídicas são inauguradas, ocupando lugar de grande importância em diversas instituições, outras investem em ações culturais como exposições, palestras e publicações. Por outro lado, notícias sobre remanejamento de acervos, fechamentos e reduções em coleções são cada vez mais frequentes.

Arquivo em PDF

Tecnologias e avanços: questões sobre imprensa, livros e internet

Thiago Cirne

Peter Burke analisa, em seu artigo “Problemas causados por Gutenberg”, algumas consequências imprevistas a partir da invenção da imprensa de tipos móveis, chamadas por ele de “efeitos colaterais”. Segundo o autor, parece ser inevitável que nas atividades humanas todas as soluções de um problema, cedo ou tarde, acabem por gerar outras dificuldades.

Texto completo

“Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife”

Thiago Cirne

Um livro sobre a cidade do Recife, encadernado em pergaminho, com dedicatória manuscrita de um dos maiores romancistas da literatura nacional, armazenado em uma biblioteca que representa a intelectualidade brasileira do último século. Elementos que fazem do “Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife”, publicado em 1934, uma obra especial por várias razões.

Texto completo

Informação na ponta dos dedos: protótipo em formato de anel digitaliza textos, produz áudios e fornece informações aos usuários com deficiência visual

Thiago Cirne, Dempsey Bragante

Quando o francês Louis Braille mostrou ao mundo que ler com as pontas dos dedos era possível, a tecnologia passava longe das aplicações que conhecemos atualmente. A técnica, datada de 1827 e que leva o nome do seu inventor, ainda hoje é um marco sobre os parâmetros de leitura e assimilação de conhecimento diante das limitações do corpo humano.

Texto completo

O livro e o leitor

Thiago Cirne

Pensar o indivíduo leitor no século XXI é sugerir algo inerente ao cotidiano social, mesmo que guardadas as exceções dignas de serem ressaltadas oportunamente. Um olhar retrospectivo, no entanto, pode lançar uma visão quase romântica sobre a relação entre o leitor e o livro: aquele que lê e aquilo que é lido.

Texto completo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s